Criança esperança musical


O “ser pai” traz algumas situações interessantes; uma delas é reinterpretar o futuro em relação ao passado, e não o contrário. Explico; meu filho Miguel, durante um certo período da adolescência vestia comumente roupas negras com os onipresentes símbolos do Black Sabbath e do AC DC, embora ali eu já tivesse semeado os Beatles, Rolling Stones, Chico Buarque, Cartola, Noel Rosa, etc. Mas naquela fase-idade  era bem mais interessante o hard rock explícito do que as pretensamente heavy letras e músicas da MPB e Bossa Nova.

O que era e o que representava para o Miguel o AC DC seria hoje para o Matheus … hum, digamos, … o Slipknot? É bem possível.

É certo que o gosto musical não se discute, mas é também correto dizer que é aprendido, e que as influências que recebemos de nosso meio cultural são muito grandes; foi pensando nisso que o Miguel me disse que o Matheus irá em breve mudar suas preferências, e que tudo é uma questão de idade. A maior influência que o Matheus recebe vem do irmão mais velho, o Gabriel; graças a ele, o Matheus descobriu Filipe Catto e, mais recentemente, Clarice Falcão e Criolo. Graças ao pai, os Beatles, a música judaica. A MPB e a Bossa Nova continuam em stand by, mas Matheus já referiu que gostaria de ter vivido na minha época em relação às músicas, o que, para um menino de onze anos é muito bom.

Hoje coloquei o CD Flying Home, de Ella Fitzgerald, no meu notebook, e, vindo da sala, Matheus perguntou quem estava cantando, elogiou a voz e notei, meio por sobre a capa das músicas descartáveis atuais, um certo interesse além do habitual, mas de modo disfarçado. Fiquei feliz, por que jazz é um ritmo que não admite enganações. Para ser cantado ou interpretado de modo instrumental, quem o faz deve ter, no mínimo uma enorme competência musical. Não se pode simplesmente fazer um clip com coxas, sobrecoxas e peitinho e dizer que se canta ou se toca jazz.

No CD temos alguns clássicos, como, por exemplo, Tenderly, cantado com Armstrong  e Lullaby of Birdland. De todo modo, obrigado, Ella. Os Besnos agradecem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s