Chimamanda Adichie: o perigo de uma única história

Me lembro como se fosse hoje. Era à tarde, estávamos em uma quinta-feira formativa na escola. A Professora Regina Pranke, aproveitando que o tema da reunião era o multiculturalismo, especialmente sobre o nosso congênito (des)conhecimento da África, nos trouxe esse depoimento de Chimamanda Adichie, que falava justamente sobre a questão do perigo da invasão cultural, que sempre se dá naturalizando o que é intencional e evidentemente não natural, com o objetivo, que não precisa ser explícito, de impor um padrão/parâmetro que, sendo exótico ao local, acaba por abarcá-lo fazendo com que lentamente o que configura uma cultura seja redimensionado em razão de outra, que passa, então, a ser dominante.

Um dos melhores vídeos,  no qual a palestrante, escritora angolana, desvela um destes mecanismos de dominação, baseado na literatura. Entendo como imperdível. Na época, não me foi possível localizá-lo, mas hoje, graças ao tempo disponível, pude fazê-lo. Ao fim e ao cabo, um grande abraço na Regina, que me proporcionou assistir este vídeo da TED.

Creio sinceramente que todos temos a ganhar assistindo-o. HILTON BESNOS.

Anúncios

Um comentário sobre “Chimamanda Adichie: o perigo de uma única história

  1. Sou eurocêntrico, não tenho culpa disso, é minha natureza, fui cultivado dessa forma porque assim talvez o tenha desejado. Mas nada disso importa que também, além de ser eurocêntrico, tenha senso crítico e amor pela condição humana. O exotismo inexiste, assim como as tragédias e o mau gosto, pois tudo fica por conta do olhar que se deita sobre as coisas. Sou eurocêntrico, mas não sou preconceituoso. Todos nós temos direito a sermos o que somos, sendo também iguais perante o MOTOR IMÓVEL aristotélico, uma vez que, conforme Santo Agostinho, todos nascemos entre fezes e urina – entretanto, somos também diferentes, e é justamente por tais diferenças que devemos sempre lutar para que jamais o mundo deixe de ser, mas sempre na paz, uma autêntica polifonia de expressões. VIVA BABEL, mas pelo prisma da comunicabilidade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s