O menino-adulto vai ao shopping

Pois ontem à tarde fomos ao Barra Shopping e pude assistir a algo inusitado. Depois de olhar alguma vitrine, das oito milhões, trezentos e noventa e cinco mil, duzentas e quatro que existem lá, um casal tomou a minha frente, ela vestida style casual fashion, ele estilo macho alfa despojado. Aliás, a tendência atual é a de que as mulheres se vistam como mulheres e os homens como meninos de bermudão, t-shirt, etc. É óbvio que elas se vestem para que outras potenciais concorrentes as avaliem e, de preferência, desistam, como sempre desde que o mundo é mundo, mas mesmo assim, chama atenção. Pois estava o casal na minha frente, quando ela disse:

“-Mas bem capaz que em pleno sábado de tarde eu, aqui no Barra, ia perder meu tempo jogando boliche contigo!”

Observação: ambos estavam passando por uma Bowling Home (ou casa de boliche, pra ser menosfashion), e a voz dela demonstrava claramente sua irritação. E prosseguiu, ainda mais rude:

“- Aliás, é impressionante! Tu não pode passar na frente de uma loja, que já quer comprar tudo que vê pela frente! Que horror, parece uma criança!”

E lá se foi a moça chamando a atenção pela beleza, pelo tom acre da voz e pela censura desbragada ao seu possível namorado. Eu fiquei pensando que realmente o mundo está muito diferente do que conheci. É claro que ela era uma excessão, mas bastante inusitada. Parece, em princípio, que a chegada das mulheres ao mundo produtivo, a se julgar pelo que ouvi, não foi em vão. Ainda bem!

HILTON BESNOS, EM 2008

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s