Do arrogante narcisista

O arrogante é narcisista e necessita de seguidores que autorizem a sua fala e que a qualifiquem. Claro que o arrogante não consegue ter um prêmio de empatia pendurado na sala de estar, mas, necessariamente tem amigos fiéis que lhe proporcionam momentos de enlevo, mesmo que não compartilhem com sua opinião. O horror de nosso personagem é a solidão e, mais que isso, a falta de reconhecimento do seu grupo social, o que lhe coloca numa situação de eterna angústia

Diz não ter medo da solidão, enquanto sua auto-imagem clama pela permanência de súditos ou seguidores.

Evidente que o arrogante é narcisista, mas aqui a complementaridade é muito forte, pela necessidade de, através da segunda, reduzir ao máximo a sua angústia, basicamente derivada na busca da aceitação e no reconhecimento de seu status perante seu grupo social. Não podendo ser deus, satisfaz-se com os créditos advindos de seus seguidores, desenvolvendo estratégias interessantes para tanto.  Uma delas é explorar a própria inteligência para colocar-se em uma posição segura e alta entre seus pares, de modo que possa vislumbrar, como em um panóptico, os demais elementos do grupo.

Seguidores são indispensáveis para que o arrogante narcisista veja alimentada sua ego trip, com vistas a conservação e ao possível acréscimo de tal entourage. Buscando tanto, e mesmo em nível inconsciente, o nosso personagem de quando em quando tenta minorar sua arrogância; às vezes o faz tão bem que se convence de que os demais é que tem uma questão de minus, e que portanto nada mais normal que lhe prestem as devidas loas.

O arrogante narcísico se diferencia do simples arrogante pelas necessidades e comportamentos distintos. Ao primeiro, é melhor orientar-se em razão do saber retórico e muitas vezes prático, enquanto ao segundo basta a estupidez. Não sendo narcísico, o segundo dispensa a entourage e delira permanentemente dentro do seu mundo no qual o outro desempenha um papel menor. O primeiro, não age assim, por necessitar justamente e de modo constante da aprovação de seus pares.

Assim, dependendo de como o arrogante narcísico desenha o seu comportamento, pode ser bastante agradável, seu narcisismo o empurra para tanto. Embora pensemos, muitas vezes, que estamos em um mesmo nível, o arrogante narcísico entende que ele, em si, não está, o que justifica muitas vezes seu ar blasé em face dos demais. Talvez por isso entenda como invasiva qualquer tentativa real no sentido de expor-se verdadeiramente ou encarar com seriedade o que os demais, especialmente os de seu grupo de referência, tentam dizer-lhe. Aí o seu lado arrogante defende como um leão a própria privacidade.

Mas, retornando, e se paciência restar aos leitores, desvendado seu comportamento, e não sendo deus, e sim homem, le roi est mort. Descoberto o padrão, assentemo-nos e participemos de uma invulgar jam session psicológica. Mas, ao fazermos isso, e justo por termos entendido o mesmo, não participaremos na condição de membro da entourage, a despeito de todas as manobras dispersivas para tanto.

HILTON BESNOS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s